Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

quarta-feira, 15 de julho de 2009

“Verdes” catastrofistas tentam silenciar especialista em fórum de Brasília

Eustáquio Reis, no 11° Festival Internacional de Cinema Ambiental
O pesquisador e ex-diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Eustáquio Reis, defendeu os benefícios do desmatamento num fórum sobre meio ambiente, realizado durante o 11° Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica).

Eustáquio Reis, no 11° Festival Internacional de Cinema Ambiental

Segundo a Agência Brasil, os ambientalistas presentes perderam as estribeiras. Reis, que é Doutor em economia, defendeu que o desmatamento “tem benefícios”.

“As estradas são vistas como demônios na Amazônia”, acrescentou. “Não é assim. (...) seria criminoso com os produtores e com o país negar oportunidades mais competitivas de transporte”.

Rodovia dos Imigrantes, SPA cólera dos “verdes” atingiu um ápice quando o especialista afirmou que o desmatamento quase total da Mata Atlântica em São Paulo “não trouxe nenhuma conseqüência mais drástica” para o estado ou para o país. “Pergunte aos italianos, aos japoneses, aos que vieram para o Brasil se eles se arrependeram de ter desmatado”, disse.

Reis apontou a existência de interesses internacionais obscuros nas campanhas para manter intocada a floresta da Amazônia com o subterfúgio de que assim se reduziriam as mudanças climáticas.

Ele também questionou o cenário apocalíptico que prevê a transformação da floresta em savana por causa do aquecimento do planeta.

“Essa idéia de savanização é até irônica, disse. Se tivermos garantia de savanização da Amazônia, então o melhor é aproveitá-la logo antes que se torne improdutiva”.

A platéia ambientalista ficou de tal maneira exaltada que o coordenador do fórum, professor Laerte Guimarães Ferreira, do Instituto de Estudos Socioambientais da Universidade Federal de Goiás, teve que intervir para impedir um entrechoque.

O ecologismo fanático não se baseia em raciocínios científicos. Quando alguém apresenta esses argumentos ou raciocina com bom senso, esses “verdes” apelam para o abafamento por meio do berreiro. No caso foi a viva voz, outras vezes é criando um estrépito midiático contra os defensores da racionalidade.

Desejaria receber atualizações do blog "Verde: a cor nova do comunismo" gratis no meu Email

2 comentários:

  1. Principais conclusões dos modelos climáticos podem estar erradas

    Redação do Site Inovação Tecnológica - 16/07/2009

    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=principais-conclusoes-modelos-climaticos-estar-erradas&id=010125090716

    ResponderExcluir
  2. Não sou adepto da "causa verde", mas acho que alegar que o desmatamento puro e simples é benéfico me parece exagerado. Isto porque não acho que a questão deva ser vista sob um ponto de vista estritamente utilitarista. E isso vale para os dois lados, já que o pessoal verde usa o apocalipse como chantagem...
    De qualquer modo, caso o puro e simples utilitarismo fosse razoável, poderíamos defender a extinção de quase tudo que não fosse essencial ao homem... E, então, adeus a cães, gatos e canários!
    De qualquer modo, parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.