Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Cúpula de Copenhague: deputados americanos bloquearão qualquer lei enquanto não acabar o “fascismo climático”


Uma delegação de congressistas republicanos viajará a Copenhague para deixar bem claro às delegações presentes que seu grupo não avalizará qualquer promessa do presidente Obama com relação ao controle de gases estufa.

A notícia foi difundida pela Fox News  e ecoada, entre outros pelo diário espanhol “El Mundo”.

O porta-voz do grupo deputado James Sensenbrenner fez o anúncio em Washington (foto). Os republicanos estão em minoria no Congresso. Porém, a vertiginosa perda de popularidade do presidente Obama deixou inseguros os congressistas democratas. O resultado é que o presidente não pôde aprovar as medidas demagógicas que imaginava ter prontas para a Cúpula de Copenhague.

Nesse contexto de divisão entre democratas, os republicanos mostraram-se hábeis em bloquear as promessas do presidente.


Acresce que a opinião pública americana acredita cada vez menos no “aquecimento global antropogênico”.

A empresa de sondagens Pew constatou em outubro que a percentagem de americanos que acredita no aquecimento global caiu de 71% para 57% desde abril de 2008. Mais importante ainda: só 36% acredita que esse aquecimento se deva à atividade humana.

“Não há como negá-lo: estamos perdendo. A negação da mudança climática está se espalhando como uma doença contagiosa”, comentou George Monbiot, ambientalista e colunista do "The Guardian" de Londres, a respeito das enquetes negativas para o alarmismo.

As reações do público dos EUA contra o alarmismo climático mostram-se muito “quentes” e a resistência pode ser feroz.

Sensenbrenner vai para esclarecer aos líderes mundiais reunidos na capital dinamarquesa que o Congresso americano não apoiará lei alguma pela redução dos gases estufa enquanto não acabe o que ele qualificou de “fascismo científico”.

O deputado escreveu ao presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), Rajendra Pachauri, exigindo que a Conferência evite utilizar trabalhos dos cientistas envolvidos no Climagate. Para Sensenbrenner ficou claro que os dados científicos foram distorcidos.

Mas, para Rajendra Pachauri não há como atender o pedido republicano sem esvaziar o conteúdo dos relatórios preparados para a Cúpula do clima.

Por sua vez, o parlamentar republicano Mike Pence, disse nesta terça-feira que Obama deveria evitar as promessas em Copenhague. “Sr. Obama, não faça em Copenhague promessas que nós não poderemos cumprir”, advertiu.

“Mas vale cair com Minas do que cair em Minas”... diz a velha sabedoria mineira. Obama terá inteligência para perceber tudo o que isso significa? Ou o fanatismo alarmista cegá-lo-á na hora decisiva de falar?

Desejaria receber atualizações do blog "Verde: a cor nova do comunismo" gratis no meu Email

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.