Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

domingo, 23 de maio de 2010

Estudo exagerado sobre elevação do nível do mar é retirado de circulação

Mais um outro estudo no sentido do alarmismo do IPCC foi desclassificado e retirado de circulação pelos autores.

Eis excertos de informação publicada pelo OESP:

A revista científica Nature Geoscience retirou de seus arquivos um estudo que projetava a elevação do nível do mar em até 82 centímetros até o fim do século em razão do aquecimento global.

O cientista responsável pela pesquisa, Mark Siddall, do Departamento de Ciências da Terra da Universidade de Bristol, afirmou que havia dois erros técnicos em seu trabalho, comprometendo as conclusões.

O estudo foi publicado em 2009 e confirmou as conclusões do Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), elaborado em 2007.

De acordo com IPCC, o nível do mar provavelmente subiria entre 18 e 59 centímetros até 2100, embora o documento ressaltasse que a projeção se baseava em informações incompletas sobre o derretimento da camada de gelo e que a elevação real poderia ser maior.

Muitos cientistas criticaram a abordagem do IPCC como muito conservadora. Vários estudos posteriores sugeriram que o nível do mar poderia se elevar mais.

Martin Vermeer, da Universidade de Tecnologia de Helsinque, na Finlândia, e Stefan Rahmstorf, do Instituto Potsdam para Pesquisa sobre Impactos Climáticos na Alemanha, publicaram um estudo em dezembro do ano passado que projetava o aumento de 0,75 metro para 1,9 metro até 2100.

Ao anunciar a retirada formal do estudo da publicação, Siddall disse: “Essa é uma das coisas que acontecem. As pessoas cometem erros e erros ocorrem em ciência”. Ele explicou que havia dois erros técnicos separados no estudo que foram apontados por outros cientistas após a publicação.

Pelo fato de os erros comprometerem as conclusões do estudo, foi pedida uma retirada formal da pesquisa dos arquivos da revista, em vez de uma correção.

O Nature Publishing Group, que publica Nature Geoscience, informou que esse foi o primeiro trabalho retirado da publicação desde sua criação em 2007.

Numa declaração conjunta, os autores do estudo disseram: “Desde a publicação, tomamos consciência de dois erros que incidem sobre uma estimativa detalhada da elevação futura do nível do mar. Isso significa que não podemos mais tirar conclusões firmes com respeito à elevação do nível do mar no século 21 desse estudo sem novos trabalhos.”

Desejaria receber atualizações do blog "Verde: a cor nova do comunismo" gratis no meu Email

2 comentários:

  1. Realmente eles estão doidos para falar da elevação marinha para poderem, logo após, fazerem a ligação com o derretimento de calotas, fuga de ursos e outras coisas ainda mais sem fundamento.
    Até 1996 a ONU possuia uma equipe séria sobre ambientalismo, após esta época, as próprias clausulas petreas da instituição sobre emissões foram sistemáticamente violadas, sendo a principal delas que "não poderia haver legislação objetivando a limitação de um constituinte antropogênico que provocasse o aumento da emissão de outro constituinte"

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online. Antonio B Duarte Jr.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.