Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Paz no Campo: Código Florestal afeta a todos os brasileiros

Fumaça ambientalista quer confundir os brasileiros
APELO DE
"PAZ NO CAMPO":

Após a fragorosa derrota ambienalista na votação da urgencia do projeto de Código Ambiental, defensores  do atraso tentam a todo custo ir adiando a votação  em plenário para continuar   difundindo a fumaça ambientalista com que querem confundir a opinião pública. Se você ainda não protestou, proteste agora!



São Paulo, 09 de maio de 2011

Prezado leitor(a)

Campanha pela Reforma do Código Florestal
Este assunto não só interessa, mas afeta a todos os brasileiros.

Se a Reforma do Código Florestal não for aprovada antes de 11 de julho próximo, 90% dos produtores rurais ficarão na ilegalidade e poderão perder suas terras.

O Estado brasileiro – grande produtor de leis e eficientíssimo cobrador de impostos – transfere de modo insensato para o produtor rural todo o ônus de uma pretensa melhoria do meio ambiente, quando tal custo deveria recair sobre toda asociedade.

A discussão sobre o novo Código Ambiental apresentado pelo Dep. Valdir Colatto (PMDB/SC) não se restringe a uma disputa entre ambientalistas e produtores rurais; o homem do campo ama e defende a natureza criada por Deus, depende do meio ambiente e da preservação da água e do solo, pois a mão que planta é a mesma que preserva.

Embora a grande poluição venha das cidades, somente o ruralista é por ela criminalizado. O debate apaixonado sobre o tema revela apenas a pontado iceberg de divergências profundas e pouco explicitadas sobre a civilização e o progresso.



Em 1996, sob a influência do Ministério do Meio Ambiente, ambientalistas radicais, perseguidores do agronegócio e da propriedade privada, passaram a “legislar” através de Medidas Provisórias, Decretos, portarias, instruções normativas, resoluções do CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente.

Chegamos assim ao absurdo de um verdadeiro entulho ambientalista, com mais de 16.000 dispositivos!


Todo este cipoal de Medidas Provisórias e de Portarias não faz senão engessar e retroceder substancialmente a produção, o emprego, a renda do campo e a arrecadação dos municípios.

– O que fazer?Ceder para não perder ou Resistir para vencer?
Vamos unir nossas forças para afastar da agropecuária tais ameaças. Vamos garantir o nosso futuro com alimentação abundante para o povo brasileiro.

Se não houver reação, o Brasil passará num futuro próximo de exportador de alimentos a importador, exatamente no momento em que o mundo mais precisa de nossa produção.

Não permitamos que em nome de um absurdo ambientalismo e sem nenhum benefício para o nosso povo, mais de 76% das terras fiquem engessadas pelo Estado. 
 
Envie sua mensagem aos deputados e senadores de seu Estado para impedirmos esse malfadado entulho ambientalista. 
 

Certo de sua efetiva participação, renovo os meus cumprimentos.

Nelson Ramos Barretto

Coordenador de Paz no Campo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.