Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

domingo, 31 de julho de 2011

Raposa/Serra do Sol estadeia a miséria e a injustiça da “religião verde”

Curiosa “religião” é a “verde”. Ela não visa tanto um “deus”, exceção feita da “deusa” Mãe Terra, ou Gaia.

Ela visa um mundo estranho para quem conhece a natureza e a vida real. Entretanto, segundo seus mais cegos adeptos, a tribo indígena é o modelo para o século XXI.

Para essa “religião”, as grandes aglomerações urbanas, a civilização de consumo, a prosperidade, representam o passado, a decrepitude e a morte. Enfim, tudo quanto deve desaparecer.

CNBB usa várias extensões para promover a utopia comuno-missionária
Essa “religião”, no Brasil, é espalhada pelo que há de mais moderno na atividade missionária católica. Quer dizer, dos missionários que se proclamam em dia com a Igreja-Nova, pós-conciliar.



Como prega o CIMI – Conselho Indigenista Missionário, órgão subordinado à CNBB – os índios não devem ser evangelizados nem civilizados.

Pelo contrário, devem ser “protegidos” contra o risco de serem assimilados pela “civilização” atual.

Nesse sentido, a demarcação de modo contínuo da reserva Raposa/ Serra do Sol, por decisão do Supremo Tribunal Federal, foi um importante e simbólico avanço.


Pois, para a utopia verde, não deve haver fazendeiros nem colonos, patrões nem empregados, proprietários nem marginalizados, ricos nem pobres; nem leis, regulamentos, repartições, taxas, impostos, como havia na referida reserva antes de os não-índios serem expulsos.

Seria o paraíso na terra.

Este “paraíso” também seria a solução para os brancos, viciados pelo dinheiro, pelo capital, pelo lucro, pelo luxo e pelas desigualdades.

Para atingir esse sonho utópico, tratar-se-ia de efetivar um desmantelamento “construtivo”: desmantelar o odiado agronegócio, dissolver as megalópoles e os países, e formar galáxias de grupos autônomos, espontâneos, livres, iguais e irmãos.

Índios banidos da reserva, catam lixo para sobreviver em Boa Vista
Padres e freiras, missionários, alguns leigos e muito notadamente bispos, como se pode ver na última Campanha da Fraternidade da CNBB, pregam essa “religião”.

E se alguém for lhes dizer que são comunistas, eles responderão com um sorriso enigmático:

“Que bobagem, comunismo é velheira! Ditadura do proletariado, capitalismo de Estado, tudo isso também tem que acabar. Em certo sentido, somos comunistas, é claro. Mas não paramos aí. Vamos além...”.

Fazendas em ruínas na reserva
Dois anos depois da implantação da utopia, a miséria impera na reserva Raposa/Serra do Sol e lança seus maus eflúvios para Roraima e todo o Brasil.

Uma série de reportagens preparadas pelo “Canal Livre” da Band puseram a nu a realidade para onde quer nos levar a “religião” verde.

Veja com seus próprios olhos a série de reportagens: FRONTEIRA DO ABANDONO. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.