Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Mais outro relatório de “aquecimento global” é desclassificado

American Association for the Advancement of Science:
primeiro aprovou, depois desclassificou

Está se tornando um exercício enjoativo acompanhar a sucessiva revelação de fraudes em relatórios 'científicos' que justificariam o “aquecimento global” supostamente causado pelo homem.

Agora, o relatório do EurekAlert, grupo independente apoiado pela American Association for the Advancement of Science ‒ AAAS, que previa um aumento de 2,4º C na temperatura do planeta e que provocaria dramática escassez de alimentos está seriamente deformado, denunciaram cientistas.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Homem e pecuária não aumentam metano no ar ‒ “Comunismo verde” precisa outro pretexto contra o agronegócio

Não é culpado pelo aumento do metano

Mais uma constatação tirada do mundo real vem atrapalhando a já gasta mitologia do aquecimento global antropogênico.

O aumento dos níveis de gás metano na atmosfera já antes da Revolução Industrial pode ser atribuído a causas naturais e não à influência humana, mostra um estudo de cientistas da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, publicada na revista Nature.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Carta aberta aos deputados e senadores dos EUA: A VERDADE SOBRE A MUDANÇA CLIMÁTICA

(Original em HTML; em PDF aqui)

8 de fevereiro de 2011

Aos membros da Câmara dos Representantes e do Senado dos EUA:

Em resposta a “A Importância da Ciência no tratamento das mudanças climáticas”

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Omissão astuta de Obama sobre “aquecimento global” abala esquerdas

Carol Browner e presidente Obama
Após a catastrófica derrota eleitoral de novembro, o presidente Obama ensaia uma nova maquiagem “centrista”, abandonando na aparência seu descabelado esquerdismo.

Mas, a manobra está custando caro.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Nível dos mares não subirá como anunciavam IPCC e Met Office


A predição alarmista que previa um aumento de 2 metros no nível dos mares neste século por causa do “aquecimento global” estava errada reconheceu estudo apresentado pelo serviço Meteorológico inglês ‒ Met Office ‒ em Londres, escreveu o “Daily Mail”.