Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

terça-feira, 22 de maio de 2012

Brasil: veto ou não veto, radicalismo ou não radicalismo, fanatismo ou bom senso


Até o dr. James Lovelock, gurú do ambientalismo mundial, teve a honestidade e a coerência de reconhecer que errou anunciando de modo alarmista o "aquecimento global", suscitando compreensíveis reações.

Porém, no Brasil, desproporcionada pressão anti-científica está sendo feita para que a presidente Dilma Rousseff vete o Código Florestal aprovado pelo Congresso.

Os radicais "verdes" outrora "vermelhos" socialistas/comunistas fundamentam essa exigência de duvidoso fundo democrático em mitos como o do "aquecimento global" agora renegado pelo guru inglês.

O radicalismo ambientalista brasileiro, a nível de governo e de ONGs está ficando incompreensível à luz da natureza e do meio ambiente.


Ele só se compreende em função uma ideologia de fundo anti-brasileiro e anti-capitalista, importada do velho e inapresentável marxismo.

Video: reportagem da Band: retratação de Lovelock e Código Florestal




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.