Para atualizações gratis via email: DIGITE SEU EMAIL:

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Países libres lideram luta contra poluição.
China é recordista na intoxicação coletiva


2005: as regiões mais poluídas do mundo em vermelho
2014: passe o mouse sobre o gráfico para ver. FOTOS: NASA

Luis Dufaur





Imagens divulgadas pela NASA revelaram quais são os países mais poluídos do mundo e que partes do globo reduziram ou aumentaram suas emissões tóxicas nos últimos dez anos, informou a “Folha de S.Paulo”.

O cientista Bryan Duncan lidera o estudo no centro de voo espacial Goddard da NASA.

Os países onde vigoram as liberdades econômicas e sociais mostraram uma extraordinária capacidade de combater a poluição, que faz mal à saúde.

Mas os países socialistas ou comunistas não só se revelaram incompetentes para isso, mas aumentaram a intoxicação de seus habitantes.

A China mais uma vez liderou a macabra corrida, vencendo por imensa margem.



O cálculo da poluição não considera o CO2 – benéfico, inodoro, incolor, igualmente difuso na atmosfera e que não faz mal algum à saúde.

Ele só visou os gases tóxicos produzidos por formas de combustão imperfeitas ou mal filtradas, concentrados em cidades e indústrias, os quais geram gases peçonhentos, malcheirosos, cinzentos, que prejudicam, até mesmo gravemente, a saúde dos habitantes.


2005: as regiões mais poluídas dos EUA em vermelho
2014: passe o mouse sobre o gráfico para ver.  Fotos: NASA.

Os EUA, a Europa Ocidental e o Japão apresentaram notável melhora na qualidade do ar entre 2005 e 2014, de acordo com as imagens dos satélites da agência espacial americana.

Há exceções pontuais em Estados como o Texas e a Carolina do Norte, onde houve vertiginoso crescimento econômico ligado ao petróleo e ao gás natural.

Na Europa Ocidental, a queda da poluição chegou a até 50%.

No Brasil, o quadro geral se manteve similar, mas deve-se observar que os níveis de poluição brasileiros estão muito longe dos altíssimos lançamentos de gases tóxicos de outros países industrializados. Eles são relevantes apenas em pontos muito circunscritos, como a Grande São Paulo.

Desde 2004, o satélite Aura da NASA monitora as emissões em todo o planeta. Notadamente as de dióxido de nitrogênio, resultado da queima de combustíveis fósseis por carros, pela produção de energia e pela atividade industrial.

O dióxido de nitrogênio serve como indicador da qualidade do ar em geral, principalmente nas grandes cidades.

“Ao monitorar as emissões de dióxido de nitrogênio desde o espaço, nós conseguimos ver os efeitos de fatores como a geração de energia, políticas ambientais e até conflitos civis na qualidade do ar ao redor do globo”, afirmou, em comunicado divulgado pela NASA, o cientista Bryan Duncan, que lidera o estudo no centro de voo espacial Goddard.

Extremo Oriente: Tendências de aumento da poluicão em vermelho.
Tendências de diminuição em azul.
China na área central. Ao lado o Japão. Hong Kong no sul da China. Foto: NASA.
Na China, Índia e parte do Oriente Médio, principalmente no Golfo Pérsico, a poluição aumentou.

As imagens da NASA, porém, mostram uma nuvem tóxica alucinante no norte da China. Ali estão as cidades mais industrializadas, onde a produção de energia com usinas poluentes é cada vez mais intensa, sem precaução alguma e sem vontade de melhorar o ar que os operários-escravos respiram.

A gigantesca área da China cujo ar está intoxicado constitui uma exceção no planeta pela sua imensidade e sua durabilidade, resultado do interesse descontrolado do governo comunista que visa atingir a hegemonia industrial mundial por razões ideológicas.

Segundo Duncan, as queixas da crescente classe média de Pequim estão forçando maiores controles na capital do país, onde teria havido uma considerável redução das partículas venenosas no ar.

Entrementes, não é essa a impressão que os mapas da NASA produzem. O indulgente juízo da equipe da NASA sobre Pequim não combina com os insistentes recordes de envenenamento do ar por poluição que vêm sendo registrados na capital do maoísmo internacional

A metrópole é comprovadamente uma das cidades mais poluídas do mundo, e as imagens satelitais e/ou jornalísticas mostram-na coberta por uma nuvem de poeira danosa. Seus habitantes devem usar repetidamente máscaras nas ruas para não ficarem doentes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.